09
05/2017
img


Na última quinta-feira, 04/05/2017, o Brasil realizou um feito inédito, dando um passo muito importante rumo à ampliação da capacidade de comunicação no país.

 

Foi lançado da base de Kourou, na Guiana Francesa, o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), primeiro equipamento geoestacionário brasileiro, de uso civil e militar. Segundo o presidente da Telebras, Antônio Loss, o equipamento permitirá cobertura de internet em todo o território nacional, "promovendo liberdade, igualdade e a democratização do sistema digital", e será integralmente controlado pelo Brasil.

 

O satélite ficará estacionado, girando na mesma velocidade da Terra, a uma distância de 36 mil quilômetros da superfície do planeta, e cobrindo todo o território brasileiro e o Oceano Atlântico. Ele terá capacidade de operar por até 18 anos.


Com este novo projeto, que exigiu R$ 2,784 bilhões em investimentos, o país deixará de alugar o sinal de satélites privados. Seu uso Civil utilizará a banda Ka, possibilitando acesso à conexão em banda larga a todos os locais do país, sem exceções. Enquanto seu uso Militar, através da banda X, possibilitará tramitar informações que envolvem a área de defesa e governamental.

 

Quanto à previsão de utilização, na metade do mês de junho já estima-se iniciar o uso da banda X. E a partir de setembro, os testes com a banda larga. Conforme declaração do ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, com este feito “o Brasil entra definitivamente na era digital”.

 

Atualmente, cerca de 75,6 milhões de brasileiros (36% da população) não possui acesso à internet. Esta nova conquista possibilitará a inclusão digital de grande parte dessa população. Esse é um fato a ser comemorado não somente pelos novos usuários, mas também pelas empresas e negócios virtuais, que veem aqui a oportunidade de aumentar incrivelmente o seu público-alvo.